Fale com Helena Christensen

Como foi o desfile de primavera 2018 da Versace? Se você não teve tempo de ver ou comparecer ao desfile, Helena Christensen e supermodelos dos anos 90 como Claudia Schiffer, Cindy Crawford, Carla Bruni e Naomi Campbell desfilaram juntas em homenagem à fundadora da marca Versace, Gianna Versace.

Helena Christensen não desfilava há vários anos, mas isso não lhe parecia estranho. Ela até mostrou mais confiança, ela era mais poderosa do que nunca. Ela nos disse que apreciava esse período. Ela disse: 'A Era de Ouro das Supermodelos'. “Ainda sou amigo das garotas com quem comecei e tentamos manter contato, mesmo que raramente estejamos na mesma sala, muito menos no mesmo país, ao mesmo tempo”.

Desde o período dos anos 90, ela abriu um caminho artístico distinto para si mesma. Quando a “Nylon” foi criada em 1999, ela era a diretora criativa. Tendo trabalhado como fotógrafo experiente para Vogue, Harper's Bazaar e Vogue. Suas fotografias pessoais foram exibidas em Londres, Nova York e Amsterdã. Hoje em dia, ela tem sua própria linha de óleos perfumados. Além disso, ela está envolvida no trabalho humanitário na Oxfam no Peru, local de nascimento de sua mãe. O trabalho humanitário que ela faz diz respeito às mudanças climáticas.

Depois que os Fashion Wees terminaram, a talentosa supermodelo OG respondeu nossas perguntas na forma de entrevista por e-mail. O tema foi sobre nostalgia das supermodelos dos anos 90, autocuidado, beleza e sua parceria com a Lumity (linha de suplementos anti-idade).

Fonte:harpersbazaar.rs

GRITTY PRETTY: As pessoas, a mídia também adoram refletir sobre a Era de Ouro das Supermodelos nos anos 90. Como você foi a parte significativa disso, é o mesmo período que você gosta de relembrar também.

HC: Sou mais grato agora do que naquela época. Ainda convivo com as meninas com quem trabalhei e estamos mantendo o relacionamento. Mesmo que não estejamos na mesma sala, não é país para ser honesto. É maravilhoso já que éramos o grupo de garotas nos mesmos sapatos experimentando a vida estranha e incrível. Talvez seja difícil entender como foi, mas não precisamos explicar, apenas nos reunimos e rimos.

GP: Você começou a modelar quando tinha 9 anos. Quando foi quando você começou a cuidar conscientemente do seu corpo?

HC: Para falar a verdade, eu não estava fazendo e treinando até o momento em que percebi que queria ser mais forte e mais atlético. Foi há cerca de 12 anos quando comecei a lutar boxe.

GP: Você tem a rotina de exercícios?

HC: A rotina depende de onde estou e do que estou fazendo. Se eu não estiver na cidade, com certeza irei correr ou nadar se houver possibilidade no lugar que estou no momento. Pole dance é algo que eu gosto no momento, mas é muito difícil e exigente. Minha rotina favorita é boxe. Isso meio que se tornou um ritual para mim.

GP: Como você fez parceria com os suplementos Lumity.

HC: Durante uma viagem a Londres, cruzei com Lumity no Harrods. Estou tomando os suplementos desde então. É o suplemento que tomo de manhã e à noite. Eu sou da opinião de que se você cuidar do seu corpo por dentro, verá o resultado também por fora. Eles me abordaram para ser seu embaixador. Eu sabia que seria um ajuste perfeito, pois conhecia a filosofia da marca, conhecia os resultados dos ensaios clínicos e minha experiência pessoal de uso do suplemento.

GP: A beleza sempre foi a prioridade para você?

HC: Quando se trata de beleza natural, então sim. Sou apaixonada pelas sardas, pela pele bronzeada e pela tez radiante. Tenho a sorte de usar os produtos para isso, como o Nimue. Além disso, estou tomando os suplementos certos que dão o brilho nos meus olhos, o que me dá força e vontade para todos os projetos em que estou. pele. Eu viajo muito de avião, então sentir que a pele está menos seca é uma coisa ótima. Sinto-me mais “poderosa” e durmo ainda melhor.

GP: Desculpe perguntar, mas você tem a rotina de beleza? Você usa muita maquiagem?

HC: Eu mantenho o mais simples possível. Eu uso uma pequena quantidade de Elizabeth Arden Eight Hour Cream Skin Protectant para dar brilho às minhas pálpebras que as apresentam com o brilho natural. Ou, vou pegar um delineador Marc Jacobs Highliner Gel Eye Crayon com um toque de blush. Eu aprecio os lábios vermelhos e adoro La Fascinante da Chanel.

GP: Nossos leitores podem não saber que tem a coleção de perfumes chamada deadofnight. O que o encorajou a seguir esse caminho?

HC: Minha amiga Elizabeth Gaynes (fundadora da linha de fragrâncias de nicho strangeloveNYC e empresa de fornecimento de fragrâncias sustentáveis, GaiaOne) veio até mim para propor a colaboração e a criação de um perfume único baseado em oud puro. Senti o cheiro da primeira versão no início e fiquei literalmente fascinado e decidi que não queria perder esta aventura. Foi totalmente diferente de tudo que eu tentei antes. Atordoou meus sentidos. Adoro perfumes naturais e genuínos como o de deadofnight, é uma extensão do seu próprio perfume – apenas potenciado e misturado com componentes muito raros.

GP: Compartilhe conosco os próximos passos.

HC: Irei como fotógrafo da Agência das Nações Unidas para Refugiados, ACNUR, para UGANDA para tirar fotos e conversar com os refugiados, especialmente com as mulheres sobre suas vidas. Vou assistir ao casamento no Rio, que será emocionante. Também estamos entusiasmados com o lançamento do 4º perfume da nossa empresa de perfumes.